As organizações que convocaram greves de incidência distrital entre os dias 16 de janeiro e 8 de fevereiro de 2023 esclarecem:
-Para esta greve não foram requeridos "serviços mínimos", pelo que não há qualquer acórdão que os decrete;
- Assim, nenhum docente poderá ser impedido de aderir a esta greve, designadamente por ter de cumprir "serviços mínimos" que, neste caso, não foram decretados;
- Os pré-avisos de greve entregues por estas organizações abrangem todo e qualquer serviço atribuído ao pessoal docente e técnicos especializados com funções docentes;

Leia na íntegra comunicado das organizações sindicais


PELA NÃO ULTRAPASSAGEM DAS 35 HORAS DE TRABALHO SEMANAL; CONTRA A SOBRECARGA E DESREGULAÇÃO DOS HORÁRIOS DE TRABALHO; O ECD TEM DE SER RESPEITADO E DIGNIFICADO!
 
PRÉ-AVISO DE GREVE

As organizações sindicais ASPL, FENPROF, PRÓ-ORDEM, SEPLEU, SINAPE, SINDEP, SIPE e SPLIU, reunidas hoje, 19 de janeiro, para analisarem o curso das negociações e o desenvolvimento da luta, consideram que:
 
- As propostas que o Ministério da Educação enviou às organizações sindicais para as reuniões de 18 e 20 de janeiro, por insuficiência ou inexistência, não correspondem às justas reivindicações dos docentes;
 
- O prosseguimento das negociações deverá ter lugar em Mesa Única Negocial e todas as organizações deverão ser envolvidas na discussão de todas as matérias, sejam concursos ou quaisquer outras;
Ler mais

Caros colegas associados da ASPL,
 
Os tempos que vivemos estão cada vez mais exigentes e a convocar-nos a todos para, em conjunto, fazermos ouvir a nossa voz e as nossas principais reivindicações que, como bem sabemos, se arrastam há muitos anos sem solução, não obstante o trabalho incansável que fazemos, quer nas reuniões negociais, quer fora delas.
(...)

Assim, a ASPL, em conjunto com as demais 7 organizações sindicais que convergiram na luta, apela a uma forte participação de cada um e de todos vós, para na próxima sexta-feira, dia 20/1, nos concentremos junto ao Ministério da Educação, em Lisboa, a partir das 9.30, para a realização de um grande plenário nacional. 

Ler mais

Greves distritais com concentrações nas principais praças das capitais de distrito
Manifestação Nacional de Professores e Educadores, em 11 de fevereiro, em defesa da Profissão
Começa na segunda-feira, dia 16 de janeiro, a Greve Nacional, por distritos, convocada por oito organizações sindicais: ASPL, FENPROF, PRÓ-ORDEM, SEPLEU, SINAPE, SINDEP, SIPE e SPLIU.
A Greve decorrerá ao longo de 18 dias úteis, terminando em 8 de fevereiro. No dia 11 de fevereiro, em Lisboa, terá lugar uma grande Manifestação Nacional de Professores e Educadores, em defesa da Profissão de Professor.

Reuniões e plenáriso sindicais convocados - consultar

A ASPL foi convocada para uma reunião (3ª ronda negocial) com o Ministério da Educação (ME), a realizar-se no dia 18 de janeiro, às 18h00, sobre o regime de concursos. Em momento oportuno, o ME enviará a respetiva documentação de suporte.
 
Não tendo chegado nada mais sobre o que havíamos exigido ao ME: que deixava cair as suas 8 propostas gravosas dos concursos e que aceitava calendarizar as negociações das restantes matérias mais prementes, a ASPL não vai desmobilizar, mantendo as lutas já anunciadas.
 
Comunicado ASPL_17 janeiro

NOVO!!

PROPOSTAS DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO | REUNIÕES NEGOCIAIS 18 E 20 DE JANEIRO DE 2023

MAPAS Novos QZP-63
RESUMO - reunião ME 18 jan 2023
 
Propostas da ASPL para alterar o Regime de recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos básico e secundário
 
Principais problemas que a ASPL pretende negociar com o ME durante o presente ano letivo 2022/2023