“Dê um novo significado ao seu IRS e transforme-o numa Incrível Realização Social!”

Simples e sem custos para os contribuintes!

Foi publicado hoje, em Diário da República, o Decreto-Lei N.º 28/2017, o qual altera o regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente para os estabelecimentos públicos de educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário na dependência do Ministério da Educação.

A Dra. Fátima Ferreira, Presidente da Direção Nacional da ASPL, participou, na qualidade de Vice-Presidente da USI - União dos Sindicatos Independentes, na audição parlamentar, no âmbito da Comissão de Trabalho e Segurança Social, cujo grupo de trabalho aí constituído tem estado a analisar a possibilidade de alteração da composição do CES (Conselho Econónico e Social), designadamente o alargamento do CES à União dos Sindicatos Independentes.

Negociações sobre concursos e vinculação extraordinária
Infelizmente, depois de várias reuniões e de uma reunião de negociação suplementar (que decorreu hoje durante todo o dia), não foi possível chegar a acordo com o ministério da educação, em virtude deste manter posições que não resolvem os principais problemas nos concursos de professores, designadamente a precariedade e a instabilidade profissional, quer dos colegas contratados, quer dos dos quadros. Esperemos que, pelo menos, tenham a coragem de abrir o número de vagas de acordo com as reais necessidades das escolas. A promessa ficou e conseguiram os sindicatos melhorar bastante as propostas nefastas do ME, mas falta ainda tanta coisa...!

Realizar-se-á, quarta-feira, dia 15 de março de 2016, entre as 13h45 e as 14h30, subordinada ao tema  "Lecionação no Ensino Público".
Local: Escola Regional Dr. José Dinis da Fonseca, na Guarda

                                  

Consulte, em anexo, a Circular B17028899H, de 22 de fevereiro de 2017, sobre a contagem de tempo de serviço para efeitos de concurso de professores, recordando que as faltas ao abrigo do artigo 103º do ECD não devem descontar para efeitos de concurso. Aconselhamos os nossos sócios a verificarem o seu registo biográfico.

Publicado a 21 de fevereiro de 2017. A constituição como interessado pode fazer-se nos 10 dias úteis subsequentes, com envio de declaração escrita , dirigida à Diretora-Geral da Administração Educativa e enviada para o endereço eletrónico regmedu42017@medu.gov.pt
Saiba mais

Conheça as versões finais do diploma de alteração ao Decreto-Lei nº 132/2012, de 27 de junho e da  Portaria de vinculação extraordinária, enviadas na passada 6ª feira, pelo Ministério da Educação.

Encontra-se disponível, na plataforma SIGRHE, uma aplicação destinada à Certificação de Tempo de Serviço, prestado em estabelecimentos do Ensino Particular e Cooperativo - EPC, em Escolas Profissionais Privadas e Instituições Particulares de Solidariedade Social – IPSS.
Este passará a ser o único meio admitido para formalizar pedidos de Certificação de Tempo de Serviço prestado no Ensino Particular e Cooperativo.  
A aplicação não está sujeita a prazo, pelo que poderá solicitar a certificação de tempo de serviço a qualquer momento. No entanto, e a fim de garantir a certificação atempada do tempo de serviço prestado, aconselha-se a efetuar o pedido de certificação imediatamente após o término de cada ano letivo.Todos os pedidos de Certificação que sejam instruídos, a partir do dia 2 de fevereiro de 2017, por outra via que não a referida aplicação informática, não serão considerados.
 
Consulte o Guia do Utilizador e respetiva Nota Informativa.